Compota em família - As Amoras de Santa Maria


Lembro-me de ir a Santa Maria de férias e de roubar amoras nos pastos vizinhos para oferecer à minha avó Olga. Depois de me ralhar, acabava por lhes dar alguma utilidade deliciosa, e no ano seguinte, eu também acabava por repetir o feito.
Nem me lembrava que estas amoras deliciosas provavelmente tinham donos que gostavam tanto delas como eu... e sem dó nem piedade, enchia baldes da praia calmamente, arranhava-me nos picos, e enchia também o bucho.
Hoje em dia, já não as roubo... e enquanto que em Portugal continental às vezes uma caixa com 20 amoras custa quase 3 euros... consigo em Santa Maria ter um alguidar inteiro por um preço maravilhoso e confortável. Sempre nos poupa a apanha da amora durante os dias quentes, e evitamos aquelas aranhas horrorosas amarelas e pretas que as guardam (quem já foi apanhar amoras sabe do que falo!)...
Os doces e as compotas são uma alternativa excelente às manteigas para quem quer perder peso, ou simplesmente manter-se saudável. O segredo é não abusar no doce que se põe no pão... e não comprar qualquer um que apareça na prateleira do supermercado. Quanto menos açúcar levar, melhor! 
Assim sendo, mãos à obra, e fica aqui a explicação sobre como fazer doce de amora (mais light que os outros todos), e a passagem de conhecimento, de avó e de tia, para mim, e para vocês...

Doce de amoras de Santa Maria, Açores


Preparação:
Os ingredientes são simples: Amoras frescas e açúcar* :)

#1
A parte chata é a do trabalho de braços... há que pegar num passe vit (será que é assim que se escreve isto?), e esmagar aos poucos as amoras para uma panela, tirando os caroços para o lixo... As amoras mancham tudo, por isso aconselho o uso de luvas de borracha, embora os dedos mesmo assim venham a ficar lilases! (Um avental também convém, a não ser que não tenham amor à roupa com que estão a cozinhar)


#2
Depois de tudo esmagado, há que meter a panela em lume brando e juntar o açúcar.
Normalmente, faz-se dois quilos de açúcar para dois kg de amoras, mas nós vamos só fazer um kg de açúcar para cada dois de amoras, ok?
O sabor fica por inteiro... a diferença está na validade... com menos açúcar, o doce também dura menos tempo... mas é tão delicioso, que se come num instante... e podemos sempre oferecer alguns potes à família, se acharmos que não vamos conseguir comer tudo!





#3
O tempo de confecção agora é mais longo... há que ir mexendo o doce de tempos a tempos até ele ficar com a consistência e cor perfeitas. No doce de amora, aprendi um truque para a vida:
Num prato, põe-se um pouco do doce para mais tarde se fazer a comparação da cor. Quando ele vai a cozer, tem uma cor arroxeada... Sabe-se que está no tempo de cozedura perfeito quando ele fica em tons de castanho!




#4
Levar à boca... e saborear!


***Dedico este post à minha querida tia Idelta que nestas férias me deu cama, comida, passeios e ensinamentos... Também foi ela quem perdeu a tarde a fazer este doce e deixou que eu tirasse fotos do processo, para além de revelarmos assim os seus truques. No final da noite dividimos a cozedura por turnos e até o Miguel foi mexer o doce enquanto a minha tia foi ao café... foi um esforço conjunto***.



Para terminar... a remexer no baú de fotos, encontrei este pequeno tesourinho:


A minha prima Tânia, eu e a minha prima Marisa na cozinha da minha avó, nos Açores... Algures em 1992.


E as mesmas três macacas, e o emplastro do primo lá atrás... este ano, em Santa Maria...

 Até amanhã!!!***

PS: Amanhã há caminhada às 19h! Quem se junta? Ponto de encontro: 19h na estação do Cais do Sodré* (deixar aqui mensagem, mandar email, ou ligar para o meu número***)

3 comentários:

  1. Olá! Gosto do teu blog :) mas olha amoras em inglês é Blackberry!
    Blueberry é Romania para os Açorianos ou mirtilo para os Continentais!
    Bom sucesso com o teu blog!

    ResponderEliminar
  2. gostei muito da dica para fazer o meu doce de amoras que colho na minha quinta e este este ano até têm sido muitas. Obrigado.

    ResponderEliminar
  3. Olá :)
    Adoro amoras, só tenho pena que sejam tão caras. Uma caixinha nem 20 amoras traz :| lá compro de vez em quando para matar os desejos e fazer algumas receitas.
    E por falar em receitas gostei bastante das tuas. Irei experimentar.
    Um beijinho

    ResponderEliminar