"Pedro e os sonhos que cheiram a bolos" - o GRANDE final


Se a inspiração viesse cada vez que estalamos os dedos, eu estaria cheia de histórias para vos contar a toda a hora.
Infelizmente, estas coisas não acontecem assim, e quando aparece aquele laivo que tem de ser agarrado com força, eu nunca lhe digo que não.
Hoje aconteceu-me isso durante o almoço. Comi em 15 minutos e fui meter-me um bocadinho ao sol. De repente, deu-me uma vontade doida de acabar a história do Pedro e dos dois amigos Luisa e António.
Sinto-me feliz com o resultado final. Acho que fiz um conto forte e com mensagens verdadeiras... mas isso, dizem-me depois vocês. No geral, estou feliz, e isso ninguém me tira. Já valeu a pena*
:)

Mal posso esperar para partilhar, mas gosto mais assim: deixo-vos com as quatro primeiras partes, para que tenham tempo de ler e re-ler, e amanhã ofereço-vos o (grande) final.
Espero que gostem, e que nunca deixem de sonhar*

Pedro e os Sonhos que cheiram a bolos


PLIM*

2 comentários: