Olhar sobre Lisboa // Look over Lisbon


Foi com grande expectativa que aceitei o convite da Lisbonhost para um passeio fotográfico por Lisboa com o Nuno Trindade. Sou fã do seu trabalho, e sempre admirei a capacidade que ele tem para dar vida a objectos e paisagens... Eu sempre soube deste meu handicap para tudo o que não fosse fotografar pessoas, e achei que estava aqui a oportunidade perfeita para aprender mais um bocadinho.
O passeio foi óptimo, desde o Rossio, à Baixa de Lisboa, Portas do Sol e Alfama. Sempre com um bocadinho de história, contada pelo querido David Ganço, e com muito click à mistura.
Tendo vivido nos Açores e crescido em Faro, Lisboa sempre foi, para mim, um objectivo a alcançar assim que "fosse mais crescida". Eu sabia que íamos encaixar perfeitamente, e assim foi. A luz desta cidade surpreende-me constantemente, e não vos sei explicar como, ou porquê, mas a primeira vez que cheguei de malas e bagagens, para ficar, apaixonei-me. Sabia que estava finalmente em casa. Hoje sei, que se não fosse por Lisboa, Portugal seria um país distante para mim, como o é já para tantos outros jovens. Ainda não sei onde o futuro me quer levar, mas para já, esta é a minha querida morada.

Bem... de volta ao tour, no final, o convívio é sempre o ponto mais forte... e agora que vejo as fotografias que os meus colegas por um dia tiraram, percebo que não faz mal não ser perfeito em fotografias de paisagem, ou fotografias a pessoas. Se todos fôssemos iguais, o mundo não teria tanta graça. Apresento-vos o meu "Olhar sobre Lisboa".
Obrigada, Lisbonhost, e obrigada Nuno Trindade!

It was with great anticipation that I accepted the Lisbonhost invitation for a photo tour through Lisbon with Nuno Trindade. I'm a fan of his work and I always admired the ability he has to give life to objects and landscapes ... I always knew this was kind of a handicap to me, not taking pictures of people, and so I found here the perfect opportunity to learn a little more.
The tour was great, from Rossio, Lisbon's Down Town, Portas do Sol to Alfama. Always with a little history included, told by the sweet David Ganço from Lisbonhost, and lots of snapshots along the way.
Having lived for a while in the Azores, and grown up in the city of Faro (in the south), Lisbon had always been a goal to me, for when "I would become a grown up person". I knew we would fit perfectly, and so it happened. Its light amazes me every time. I can't explain you how it happened, but the time I first stepped foot in Lisbon, to actually live here, I was in Love.
It has a magical feeling that embraces you and takes you with the crowd. You feel cuddled in its warm touch. I now know, that if it wasn't for Lisbon, Portugal would now be a distant country for me.

So back to the tour, in the end, the gathering is always the strongest part… and now that I see the photos that my colleagues for a day took, I realize that it is okay not to be perfect for landscape photos, or pictures of people. If we were all the same, the world would not be so pretty. So here I present to you my "Look over Lisbon."
Thanks, Lisbonhost, and thanks Nuno Trindade!


Fotografias do Pedro Biu, onde entro eu. :)* // Pics by Pedro Biu, where I was caught on camera :)*


Para saberem mais sobre estes tours... cliquem aqui! // For more info on this kind of tours and more, click here!
Para mais Nuno Trindade Photography, cliquem aqui! // For more Nuno Trindade Photography click here!

Love, Lu*

4 comentários:

  1. Não troco o meu Porto por nada. Mas a luz de Lisboa é mesmo mágica :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A cidade do Porto é maravilhosa... :D
      Visito sempre que posso. Mas tenho uma ligação inexplicável com a capital :***
      :)
      Porque é que não nos conhecemos quando aí estive há umas três semanas atrás? hehehe...*

      Eliminar
  2. Apesar de não ser a tua praia, as fotos têm o teu cunho claro. Vê-se "Ana Luísa" em todas. Podes começar a explorar mais a fotografia de cidade / paisagem, que tenho a certeza conseguires fazer um excelente trabalho.

    E agora sabes uma coisa? Pelo registo fotográfico, até nem devemos ter andado longe uma da outra naquele Sábado. Que pena não nos termos cruzado!

    ResponderEliminar