We Hate Tourism Tours


Quando há dois anos comecei tudo do zero, o meu futuro estava desfocado... O país em crise, eu sem trabalho, mas cheia de vontade de fazer alguma coisa que me fizesse verdadeiramente feliz. Tinha acabado de sair de uma condição complicada de saúde, e o meu objectivo era nunca mais me deixar ficar num trabalho que me deitasse abaixo criativamente ou que me prendesse durante horas infinitas sem valorizar as minhas qualidades.
Assim que abri a minha mente para a possibilidade de me fazer feliz, a Starling nasceu, comecei a dar aulas, criámos a Giggles, e mais recentemente, aceitei o desafio de ser driver na We Hate Tourism Tours.

When I started my life from scratch two years ago, everything was so blurry… The country was already in crisis, and I was out of a job, but willing to make something that would make me truly happy. I had just gotten out of a difficult health situation, and my goal was to never let myself be in a job that didn't fulfill me, or that would put me down creatively, or that would make me stay in front of the computer for never ending hours, without any value for my hard work.
And as soon as I let my mind open for the possibility of making myself happy, Starling Film was born, I started teaching, we created Giggles, and most recently, I took the challenge for being a We Hate Tourism Tours driver.



Já conhecia o Bruno de nos cruzarmos aqui e ali na LX Factory, o seu escritório era mesmo em frente ao Coworklisboa, e muitas vezes fiquei na janela a vê-lo chegar e partir com as carrinhas malucas da empresa. Tal como a ele (para não parecer uma stalker), via todos os outros que agora são meus colegas. Por vezes pesquisei a página da internet, e foi com espanto que descobri que são empresa de excelência no Trip Advisor já há 3 anos, pelas excelentes reviews que os turistas fazem deles.
Um dia convidei o Bruno para vir dar uma aula à minha turma de 10º ano de turismo, para explicar a WHTT e depois, a Marta, outra das sócias da empresa, fez a visita guiada pela LX Factory aos mesmos alunos. Nesta altura cheguei a ter o bichinho para lhes pedir uma oportunidade, mas fui tímida, mal sabendo eu o que o futuro me ia trazer.
Foi só na altura em que lançámos o GiggleSutra Challenge que o Bruno, aceitando o desafio (ele é designer de formação), um dia conversou comigo sobre o meu possível interesse de entrar na empresa.
Eu contei-lhe que já tinha trabalhado num departamento de Erasmus quando tinha 21 anos, e que como ele sabia, adoro falar inglês, italiano e espanhol. Adoro estar com pessoas… e não foi preciso mais. Nesse mesmo dia, ficou marcada a minha formação para a entrada na WHTT, e a iniciação não poderia ter sido melhor.

I knew Bruno already, from seeing him here and there at the LX Factory. His office was right in front of Coworklisboa, where I work, and many times did I see him leave or arrive in those crazy vans they have. (I don't want to seem like a stalker, so when I say Bruno, I also mean all the other WHTT drivers, ok?). I went to their web page once in a while, and got very surprised to see that they are in the excellency group of companies on Trip Advisor now for 3 years.
One day, I invited Bruno to teach at one of my tourism classes, and then Marta, the other partner, showed the cars and the company around to the same class. I actually felt the curiosity to ask them to let me be a part of it at the time, but that waited for a bit longer, not knowing I what the future had in store for me.
It was only by the time we launched the GiggleSutra challenge that I spoke more seriously with Bruno (he is a graphic designer also, and he was one of our 22 illustrators!). By then, we talked about how I had already worked at an Erasmus exchange program when I was 21, and about how I love to speak english, italian and spanish… that I love being with people and… that was it. On that same day, we scheduled my training and my life in WHTT. The initiation couldn't have been better. 


Foram três tours de formação (logo com turistas), e com direito a ir à oficina onde são arranjadas as carrinhas. O Ricardo, o terceiro elemento na sociedade, é quem mima os veículos onde fazemos as viagens, e quem garante que estão constantemente em ordem para circular.
Na minha quarta tour, já levei uma carrinha sozinha, e ao sair do ponto onde apanhamos os turistas, desatei a transpirar até chegar a Sintra. Mas sobrevivi, e cheguei a casa com uma adrenalina como há muito não sentia. Depois, fiz a segunda, e a terceira… e vi que estava viciada. Passei a estudar mais sobre Portugal, e a ter sempre que possível uma resposta na manga, para aqueles mais curiosos. Não só é maravilhoso mostrar o país aos turistas que nos visitam, como a interacção com eles é do mais divertido que há. E depois, há a vantagem de me afastar do computador durante umas horas, de comer queijadas, pão com chouriço e Pastéis de Belém (vou sempre correr depois de cada tour), e de passar por Sintra, Cabo da Roca, Guincho, Cascais e Belém num só dia. Sentimos o micro-clima, a praia, o vento, o calor…
A sensação de largar as pessoas no Largo Camões depois de um dia assim é muito boa, e não acaba por aqui. Não há nada como chegar a casa, e ver que no email temos agradecimentos, notas carinhosas sobre como a experiência foi especial, e a garantia de que se formos à sua cidade, temos onde ficar, e com quem conhecer as redondezas. A relação que criamos com estas pessoas é realmente a chave que faz da WHTT uma empresa tão especial, e com tantos seguidores e turistas repetentes.
Eu não podia estar mais feliz, e olhando para trás, é tão giro estar a partilhar agora este momento convosco.
Em breve partilho histórias especiais, e também as perguntas mais estranhas que já me fizeram durante as tours :)

I had three tours to learn (already with tourists), and with a free pass to the garage where all the vans are taken care of. Ricardo, the 3rd element on their society, is the one encharged of having them perfect for the road.
My 4th tour was done by myself, and as soon as we left the pick up point, I started sweating like crazy. But I survived, and I arrived home that day with an adrenaline like never before. Then I did my second one, and my third, and soon enough, I was addicted to it. I studied more, and I try to always have an answer for the more curious ones on our way to our many destinations. Not only it is fun to work with the travelers that pick us, but there is also the advantage of not being in front of the computer for those hours. Then, eating the famous queijadas in Sintra, the bread with chorizo and the Pastéis de Belém (I go running after every tour!!), and just going through Sintra, Cabo da Roca, Guincho, Cascais and Belém. Its such a full day.
The feeling of dropping off people at Largo Camões after a time like that is indescribable. But then, it doesn't end there. We arrive home, and there is an email waiting for us… with a thank you note, sweet words, and the guarantee, that no matter what time of the year, we are invited to go to their town, to stay at their place, and asking us to let them make a tour for us. The ties that we create with these people are the key that make WHTT so special, and with so many followers and tourists that choose us more than once.
Soon enough, I'll share my adventures with you, and also some of the most curious questions I've been asked so far :)

Hoje, o meu futuro ainda é desfocado. Não sei o que quero fazer, ou o que aí está para vir. Aprendi que isso não faz mal, e que se tivermos muita vontade, e que se formos positivos e curiosos, muita coisa boa acontece. Hoje já não tenho medo de não saber o que quero ser quando for grande, porque descobri que nunca serei suficientemente crescida… Não há nada de exacto ou fixo que me faça feliz... há pelo menos 1000 coisas que me preenchem, e que o que quero vir a ser está a acontecer agora, no presente, e amanhã pode ser algo totalmente diferente. O que é "ser grande"? Para mim, é aproveitar a viagem até ao dia em que nos tornamos pó, e sorrir com cada nova aventura.
Para mim, a felicidade está nos sorrisos das pessoas que levo a passear, na emoção que recebo dos clientes sempre que gostam das minhas fotografias... a felicidade está em cada projecto giro que faço com os meus alunos, ou em quando recebemos uma nova encomenda da Giggles (vêm aí coisas novas!!). Está em receber amigos para jantar em minha casa, e perceber que apreciam aquilo que levei a tarde inteira a preparar. Sei lá o que quero ser quando for grande. O agora está a ser tão bom.
Love, Lu*

So today, my future is still blurry. I still don't know what I want to do, or what is there on my way. But I learned that that is ok, and that if we want to, and if we are positive and stay curious, lots of good things can happen. Today I am not afraid of not knowing what I want to be "when I grow up", because I've discovered that I'll never be grown enough… There is not just one settled thing that makes me happy… there are at least a thousand things that fulfill me, and that what I want to be, is happening now, in the present, and that tomorrow it can be something else, and its ok. What is it, to be a grown up? To me, it is to enjoy the ride until we are not here anymore.
To me, happiness is in the happy faces of the people we take for a tour, or on the happy comments my clients make of my pictures… happiness is in every fun project I make with my students, or whenever we get a new order for Gigles (new products coming you way!!).
Happiness is in inviting friends for dinner and seeing how they are enjoying the meal I made. I don't know what I want to be, and I don't care. The now is being such a thrill.
Love, Lu*

24 comentários:

  1. Adorei este post! E apesar de o teu futuro ainda (te) parecer desfocado, deixa-me que te diga que parece que tens um trabalho para lá de divertido.
    Wish you all the best :)))

    Cat

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! :D
      Não me posso queixar, é verdade. Estou muito feliz com as escolhas que tenho feito :)
      Beijinhos!

      Eliminar
  2. Adorei ler este texto, acho que és uma inspiração.
    Há outras pessoas que também escrevem sobre isto, mas tu fazes tudo o que escreves, e isto é optimo!
    Daniela

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. OOh! Obrigada, Daniela.
      Fico sem jeito. Não tenciono ser inspiração, apenas partilhar pedacinhos das minhas aventuras. Quando leio que inspiro alguém com os meus textos, nem sei o que dizer. é uma hora*
      Obrigada pelas tuas palavras.

      Eliminar
  3. Nem imaginas o quanto precisava de ler isto...obrigada e tem um bom dia :-)

    ResponderEliminar
  4. Adorei o post! É ão bom encontrar coisas novas que nos entusiasmam e dão nova cor aos dias!
    Quando estive em NY há uns anos apanhei os autocarros turísticos e a dinâmica e energia dos guias fascinou-me de tal maneira que andei uns tempos a ponderar na ideia de mudar de ramo. Não o fiz, mas com a WHTT já vi que as coisas podem também ser compatíveis.
    É fantástico poder fazer parte de um projecto assim. E já topei nessa quantidade de bolos que andas a comer...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou com três kg a mais, minha amiga!
      Mas a experiÊncia está mesmo a valer a pena. Adoro esta vida de Hater de Turismo ;D hahahah

      Eliminar
  5. "Hoje, o meu futuro ainda é desfocado. Não sei o que quero fazer, ou o que aí está para vir. Aprendi que isso não faz mal, e que se tivermos muita vontade, e que se formos positivos e curiosos, muita coisa boa acontece." Lindo lindo Ana Luísa. Este teu post foi a minha lufada de ar fresco, o sol para esta minha 6ª que acordou acinzentada.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  6. Obrigada por partilhares este post! Acho que no fundo todos precisamos de momentos que nos inspirem, que nos façam acreditar e voltar a sonhar.

    Beijinhos
    food&emotions
    http://fefoodemotions.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. sonha muito, querida! E leva aqueles mais queridos à realidade*

      Eliminar
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  8. Gostei tanto de ler o que escreveste Ana! Estou a atravessar uma fase em que a minha cabeça anda a mil ... há tanta coisa que eu gostava de fazer, no entanto continuo presa numa profissão que fazia todo o sentido quando eu tinha 20 anos mas que já não faz mais agora ... ando a ganhar coragem para mudar, tento dar alguns passos para ficar mais próxima daquilo que pretendo para mim num futuro próximo ... one day ;)
    Parabéns pela força, pela coragem, pela energia e entusiasmo !!
    you go girl !!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada eu***
      Espero que as coisas estejam mais sorridentes para o teu lado.
      Força!!

      Eliminar
  9. Não tenho dúvidas que o agora está a ser maravilhoso! Esse teu novo desafio tem a tua cara, deves ser uma guia espectacular. parabéns por nunca parares e quereres sempre mais até seres grande ;) *

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. aaaww! :D hahahah
      Tenho gostado mesmo muito de tudo isto.
      E já começaram a chegar as minhas primeiras reviews. TÊm sido todas excelentes e eu fico muito feliz.

      Eliminar
  10. adorei o post!
    às vezes a condição de "não-saber-muito-bem-o-que-quero-da-vida" assusta-me um pouco, por isso foi muito bom ler este texto. é inspirador mesmo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assusta-nos a todos porque nos é incutido que temos de ser "alguém" quando crescermos. O facto é que esse alguém não tem de ter conotação de profissão e sim da pessoa que somos e pelo que fazemos pelos outros.
      Ser alguém e saber o que queremos da vida, a meu ver, tem de estar na felicidade. E se somos felizes a fazermos o que gostamos, ainda que não seja uma profissão dita "grande", o que é que interessa?
      Eu sou feliz. E isso faz de mim alguém.

      Eliminar
  11. Que máximo! De repente parecia que me estava a ler...
    :-) sim, até a parte da saúde!

    ResponderEliminar
  12. Depois de ler o que escreveste fica apenas um sorriso, o de me rever nas tuas palavras! Muita sorte e que venha lá esse futuro :))
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Marisa! :D
      A aventura tem sido gira demais!
      O futuro agora está num verão cheio de tours, de conhecer muita gente e de ganhar bronze no braço esquerdo de tanto conduzir. Mas sabes que mais? MAL POSSO ESPERAR!!!
      Entretanto, a Starling Film vai dando trabalho, e a Giggles está prestes a lançar uma novidade enorme. Tem dado tudo muito trabalho, mas nunca fui tão realizada.

      Eliminar
  13. És uma inspiração! Também fiquei sem emprego e não queria mesmo nada render-me aos empregos de escritório, onde estamos sentados o dia todo a fazer coisas que não gostamos. Há coisas que gosto muito de fazer e vou tentar fazer disso a minha vida :)

    ResponderEliminar