Dreaming big... - Style post




Uma vez, em miúda, sonhei que o meu pai me estava a mostrar a nossa futura casa. Lembro-me de ter uma porta bonita, de madeira, e que ao abrir, via uma parede em tom laranja claro e uma escada também de madeira. Só isto. Apenas isto.
Lembro-me de estar contente, mas ao mesmo tempo frustrada porque neste sonho, não estava a conseguir abrir completamente os olhos. Fazia força, mas só conseguia estar com eles semicerrados. Tentei ajudar com as mãos, e nada.
No dia seguinte, acordei e contei isto ao meu pai. Ele disse-me que isso tinha sido o futuro a abrir-se à minha frente. Que o futuro tinha aberto uma frecha pequenina e tinha-me deixado espreitar um bocadinho do que me esperava. Que às vezes isso acontecia.
Achei piada, embora não tivesse acreditado naquilo. Mas era algo ao mesmo tempo tão bonito, que fiquei sempre na expectativa. Uns anos mais tarde, a verdade é que nos mudámos para uma casa com uma porta de madeira, que ao abrir deixava ver uma parede laranja, e uma escada também de madeira. Esta é das coincidências mais giras que alguma vez me aconteceram na vida, e penso muitas vezes nisto.
Hoje entrei no Vertigo pela primeira vez e senti que gostava que aquele espaço fosse meu. Não sei se foram as paredes abertas com o sistema de gaiola à mostra, se foram as cadeiras antigas todas diferentes, ou a mesa junto à janela... Por vezes, quando visito espaços como este, este ou este, sinto que está no meu destino ter um assim também. Não sei se lêem o Doce para o meu Doce desde o início, mas esta sempre foi uma das ideias que impulsionou o seu nascimento. Desde miúda que gostava de ter uma padaria! Sim, isso mesmo... Não estou a brincar.
Vejo-me em sonhos tantas vezes sentada numa mesa ao fundo de um café, a trabalhar ao computador e a observar as pessoas que entram, que vão ao balcão, que se sentam com os amigos, família ou com um bom livro. Nestes sonhos, sinto-me feliz ao olhar em meu redor. Aquele espaço do meu sonho é meu.
E a parte de sonhar é tão boa. As coisas ainda são simples, ainda não começaram, e permitem-nos querer o mundo.
E aquele arrepio na espinha que nos dá pele de galinha e que nos faz pensar "será, será?"... Não aconteceria se o futuro decidisse aparecer e estragar a festa toda.
Ok. Pronto. Não quero ver para além dos meus sonhos acordados. Quero tê-los cada vez mais bonitos, consistentes, fortes até serem palpáveis. Quem quer já marcar lugar na inauguração? :)
E qual é o vosso sonho louco?***
Love, Lu*


Fotos // Photos: Marta Dreamaker
Colar // Necklace: Si Atelier
Anéis // Rings: Berska
Top: Stradivarius
Saia // Skirt: Kling
Mala // Bag: Kling


One day, when I was younger, I dreamt that my dad was showing me our new home. I remember dreaming that it had a beautiful wooden door, and that when he opened it, it showed an orange wall with a wooden staircase. Just this.
I remember being happy, but at the same time frustrated, cause I couldn't see it clear. My eyes were half shut.
I tried helping with my hands and nothing happened.
On the next day, I told my dad about my dream. He said that it meant that the future had let me see through it. That it had opened its doors for me a little bit and let me see what was coming my way.
I thought it was funny though I didn't believe it. But at the same time, it was something so beautiful, that secretly I kinda always waited around to see. A few years later, the fact is that we moved to a new home, with a wooden door, orange wall inside, and wooden staircase just like the one in my dream. This is by far the best coincidence of my life and I think about it once in a while.
Today I got into Vertigo café for the first time, and I felt like I'd hope that space would be mine. I don't know if it was the opened walls, the old chairs or the table near the window... But sometimes, when I visit places like this, this or this, I feel like its in my destiny to also own one one day.
I don't know if you've been reading Doce para o meu Doce blog long enough, but this is one of the things that actually helped having a blog: The dream of having a bakery one day! Yep... no kidding.
I see myself in dreams, sitting far in a corner of my cafe, working on the computer and observing the people that come in, go to the counter and then sit with their friends, family or with a good book. In these dreams, I feel happy. That space is mine.
And the dreaming part is so good. Things are still simple, haven't started yet, and allow us to want the world.
And those goose-pumps down our spine that make us think "will it happen, will it happen?"... They wouldn't happen if Mr Future showed up to ruin the party, right?
Ok. There. I do not wish to see beyond my awaken dreams. I want to have them more and more beautiful each day, consistent, strong until they become palpable. Would you like to save a seat at the inauguration party right now? :)
What is your crazy dream?
Love, Lu*

25 comentários:

  1. Estás tão bonita :) Aquela quarta fotografia então é "breathtaking" ♥

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. Que fotos tão bonitas. =)

      Posso fazer já a reserva de dois lugares para o dia D, Luísa? Tomara que esse sonho seja para breve. ;)

      Bem o meu passa por transformar uma das minhas casas numa Guesthouse, mimando os hóspedes como eu gostei de ser mimada este verão na Escócia; fazendo-os sentirem-se em casa, acolhidos, dando dicas, ...

      Esse dia está próximo, mas ainda falta um pouco.

      Beijinhos. ***

      Eliminar
    2. Vamos lá chegar, Nélia ;)
      Acredita! Dá-lhe nisso!!
      E depois vem contar-me como está a correr!

      Eliminar
  3. Estudo psicologia e sempre tive um fascínio gigante pela área do sono e sonho! Aponto muitas vezes os meus sonhos e acredito MUITO que eles nos dizem tanto <3 A parte disso, só nomeaste cafés que eu adoro e que sinto exactamente o mesmo que tu... Aliás por ter o mesmo sonho que tu: um dia um café meu <3 - Foi para mim muito bonito ler este post. Espero que gostes de ler o meu também, sobre o vertigo, aqui: http://allaboutmakemehappy.blogspot.ro/2014/06/vertigo-cafe-brunch.html

    Um beijinho *

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que giro, Ana! É tão assim que o vejo :)
      Um dia vamos lá chegar... quem tem sonhos tão gostosos tem de os realizar.

      Eliminar
  4. Adoro o Vertigo, é dos meus espaços favoritos em Lisboa. Faz-me sonhar... :)
    (acho que morava lá sem grandes problemas)
    Também houve uma época em que sonhava com um espaço meu, mas confesso que a "minha" loja seria uma livraria (mas podemos combinar aí um conceito, que me dizes?).

    Beijinho, adoro as fotos (e essa mala! Dreamy!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ui ui ui... estás a fazer-me pensar em coisas giras, miss Analog!

      Eliminar
  5. Gosto tanto de ti que gosto por consequência do teu sonho. É interessante saber que o teu sonho é ter uma padaria porque o meu padrasto é padeiro e então ele e a minha mãe sempre trabalharam em padaria e tivemos padaria durante pelos menos 20 anos, até que, ele adoeceu e tivemos que fechar. Eu acredito demasiado no teu sonho porque sei que ele é perfeitamente possível, palpável e forte como tu. Por isso, quero já marcar a minha presença na inauguração da tua padaria porque sei que será dos espaços mais giros e deliciosos de Lisboa.

    Um beijinho lindona!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não fazia ideia, Clênia! Isso quererá dizer que tens milhares de coisas para me ensinar no mundo da pastelaria? :D hehehehe
      Estarás lá na inauguração, claro! Com coisas deliciosas na mão para provares... feitas por mim! Vais ver só! <3
      Gosti

      Eliminar
  6. Lu, qual é o batom que estás a usar? Adoro a cor. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É da nova colecção da KIKO... Aquela colecção inspirada nos baralhos de cartas. O rosa mais escuro. Descupa, não tenho a referência comigo! Sou a pior :)

      Eliminar
  7. Upa upa que vais ter um café maravilhoso! Guarda-me um lugar!

    ResponderEliminar
  8. Estás lindíssima nas fotografias. E quanto ao teu sonho não tenho dúvidas que um dia o realizarás, és uma rapariga cheia de força e para ti não há impossíveis certamente :) conheço todos os cafés que nomeaste menos o Vertigo, que falha, tenho que tratar disso *

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vai lá, sim!
      E depois diz-me se gostaste! :D

      Eliminar
  9. Oh! Adorei. Tive a mesma sensação de sonhos de infância enquanto lia o post. Quero marcar lugar na inauguração :)*

    ResponderEliminar
  10. Olá, Luísa, que bom é (sempre) ler o que partilhas :) Em miúda, tive um sonho em que conhecia a pessoa da minha vida, em circunstâncias especiais. Acredito que essa pessoa é o meu companheiro de há 11 anos, pois a realidade é muito semelhante ao sonho que tive e o que senti a sonhar é o que sinto acordada. Não tenho muitas crenças, mas acredito profundamente na força de vontade e no estar alerta para o que nos move, dois grandes passos para fazer o nosso caminho.
    Imagino-me, um dia, a desenhar sonhos na tua padaria, numa tarde de Outono, acompanhada de um pão quentinho com manteiga e um bom chá. Vemo-nos lá ;)

    Inês (PaperLoveToys).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. UUiii!
      Quero tanto ver-te lá numa tarde de Outuno a comer pãozinho e a desenhar! OOOooohh quero mesmo tanto isso!!!

      Eliminar
  11. Olá!!
    Este teu texto tocou-me. Falei dele aqui! http://uaumama.blogspot.pt/2014/10/blog-post.html

    Obrigada por partilhares quem és. Gosto muito de seguir-te e és um exemplo de vida. Beijinho,
    Catarina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Catarina! :D
      É estranho ver as minhas palavras no teu blogue. Que bom*
      Fico sem saber o que fiz para merecer tanto carinho. Mil beijinhos a ti***

      Eliminar
    2. Sabes da estrelinha que falas? Aquela que te acompanha sempre? Deve ser ela que atrai tanto carinho para ti :p Aprendi recentemente que mostrando aos outros a nossa luz, permitimos que eles procurem e mostrem a sua também. Talvez seja assim :D
      Beijinho para ti também! * Obrigada!!

      Eliminar