I don't want to die!



"A vida vale a pena quando você torce para ela não acabar".
Nunca tinha tido coragem para falar-vos nisto até o Miguel me mostrar este vídeo... Mas penso tantas vezes no medo que tenho de morrer. Não pelo morrer em si, essa coisa inevitável da vida. Mas o morrer e não fazer metade do que me deixa feliz. Morrer e não viver metade dos meus sonhos.
Ultimamente tenho tido um nervoso miudinho por causa da viagem que vou fazer com a Marta aos Estados Unidos. Dou por mim a pensar que não quero nada morrer antes de passar por esta experiência! Trabalhar lá fora! O quanto eu sonhei por este momento.
Então dou por mim, de certa forma a rezar (e não sou nada praticante), e a pedir por mais um mês, para que não me aconteça nada de parvo até ir e regressar.
O que de certa forma também é contraditório, sendo que ando a aprender a andar de mota e no outro dia andei a passar carris de um lado para o outro enquanto chuviscava. Mas lá está, é outra coisa que momentaneamente me faz feliz, e que quando estaciono à frente de casa, fico com uma leve tristeza de já ter acabado.
E é nestes pequenos momentos e pensamentos, que me apercebo que gosto mesmo MUITO de andar por cá. Saborear as pequenas coisas, ler, editar, conduzir uma vespa, fotografar, comer uma barra inteira de chocolates, subir ao telhado e ver as estrelas. E foi por isso que este vídeo me fez tanto sentido, e tinha de partilhar convosco. Afinal não há nada de errado com torcer para a vida não acabar. Porque para mim, ela tem valido cada minuto.
Love, Lu*

"Life it worth it when you pray for it not to end".
I had never had the guts to talk to you about this until Miguel showed me this video... But it's true that I quite often think about how scared I am to die. Not for the dying itself, that inevitable thing that awaits all of us. But dying and not having done all that I wanted to do. All that makes me happy. My dreams that I still have to conquer. 
Lately I've had this chill because of the trip I'm about to do with Marta to the US. I find myself thinking that I really don't want to die before doing it. Working outside, oh, what I've dreamt about this moment.
So, I find myself kinda praying (and I don't even pray), asking for one more month, asking for nothing silly to happen to me before I go and until I come back,
Which is kinda contradictory, since I've been learning how to drive Miguel's Vespa for the past month, even on the rain and on tram tracks, which are super slippery. But then, every time it ends and I park in front of my building, I get sad that it's over.
And it's on these little moments and thoughts, that I understand how much I love being here. Savor the small things, like reading, editing, driving that Vespa, photographing, eating and entire chocolate bar, go up on my roof and look at the stars. And that is why this video made such sense to me, and I had to share it with you. 
There is nothing wrong with wanting life to last longer and longer and wishing for it to never end. And to me, it has been worth it every minute.
Love, Lu*
(I will try to find a translation, because this guy really is a genius on public speaking!)

7 comentários:

  1. Fiquei a pensar no meu momento que não quero que acabe, boa maneira de descobrir o sonho...
    Obrigada pela partilha.
    Também não quero que o teu blogue acabe ;)
    Fazes-me feliz.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Gostei muito.... Afinal parece que o nosso conceito de felicidade não é bem aquele em que pensamos. Agora, em vez de torcer para acabar, vou ter de pensar qual é o meu momento que não quero que acabe. :)
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  3. "Então dou por mim, (....) a pedir por mais um mês, para que não me aconteça nada de parvo até ir e regressar"... heheheeh faço tantas vezes isto. Tipo "isto é bom demais para acontecer, que vai acontecer alguma coisa que não me vai deixar viver isto"... baaaaaah! somos tão tontas! GO GET THEM GIRL!

    ResponderEliminar
  4. may this give you the strengh, will and love to do what you care most. may death never stop you from dreaming and doing things.. we are all afraid, for life seems to have just started sometimes ;)

    ResponderEliminar
  5. Acho que todos (que aproveitamos esta coisa chamada de vida de forma feliz) pensamos nisso um bocadinho, fiz anos há dias e pensei nisso umas quantas vezes..é isso mesmo, há tanto para fazer e se de repente tudo se acaba? já não vou fazer mais nada? mas que estes pensamentos sejam só de vez em quando se não também damos cabo de nós.. be happy pretty girl :) *

    ResponderEliminar
  6. Também penso muito nisso e acho que se vivesse para sempre, mesmo assim não conseguiria fazer tudo o que desejo fazer (até porque apareceriam constantemente novos desejos de projectos a realizar).
    Vou estar deste lado a desejar-te a maior sorte - e sucesso - do Mundo nesta tua nova aventura! :)*

    www.joanofjuly.com

    ResponderEliminar