Whoaa! Breathe and Reboot!


Tenho sido uma feia, feia menina. Parece que vos abandonei, eu sei... e todos os dias olho para o Doce a sentir que ele está sozinho e cheio de frio (ou calor! Que tempo é este, meu Deus?).
Se acompanham a minha página de Facebook e de Instagram, conseguem perceber que não andei a procrastinar, armada em diletante que resolveu que não lhe apetece escrever e que se lixem os outros.
Nada disso. Estava com tantas saudades de aqui vir, que vocês nem imaginam :)
Tenho triliões de ideias que ainda não consegui meter em marcha, porque simplesmente sou uma péssima gestora do meu tempo... em adição a isso, trabalho demais.
Ser freelancer, ou empresária de nome individual tem mesmo muito que se lhe diga. E quando se decide estar em milhentas frentes, como é o meu caso, porque sou maluquina e porque adoro tudo aquilo em que me meto... uff. Podemos mesmo ficar com toda a agenda ocupada. Cada segundo, cada milisegundo.
Mas não quero que isto seja um post de queixumes. É um post absolutamente feliz! Acreditem.
Quero vir aqui dizer-vos que ontem, e porque me obriguei a deixar o computador no trabalho, para não ter como trabalhar em casa, parei, sentei-me no sofá com um livro na mão (livros ainda existem!! yay!!) e parei finalmente para pensar no meu último mês e meio.
Nos outros todos anteriores também, claro... mas este último mês e meio foi algo de inacreditável.
Chegar ao final de Agosto e não ter um único trabalho marcado para Setembro fez-me dormir mal duas noites. Duas noites em branco, literalmente. Depois, em apenas 3 dias, e porque parece que tenho mesmo uma estrelinha a olhar por mim, fiquei completamente cheia. Entre casamentos, vídeos e tours, Agosto e Setembro ficaram especialmente marcados pelo o lançamento do site da Giggles e o lançamento do projecto Dream-and-Star.
Não tive um único dia de folga, mas valeu cada segundo. Não sei como vos descrever o vaivém de emoções. É demasiado bom para ser verdade.


Encostei-me no sofá, com dois gatos giros ao colo, e pensei em tudo o que tinha acontecido nos últimos dias. Sabem a que conclusão cheguei? Que é muito giro mostrarmos trabalho e as coisas em que trabalhamos, e tal, mas mais importante que isso, é que não teria feito NADA sem as pessoas talentosas que me rodeiam.
Num destes dias, ao conversar no skype com a minha melhor amiga, emigrada em Londres, levei um safanão daqueles como nunca tinha levado antes. Caí no erro de me queixar por não conseguir ter vida pessoal. Não saio à noite, não vejo amigos, sou cobrada por isso constantemente... "Ê pá. Ninguém te põe a vista em cima!" "Ê lá, então, como está o trabalho?". Apercebi-me de que eu não sabia falar de mais nada a não ser trabalho. Estava farta de me ouvir. Não participava das conversas dos outros, não sabia do que estavam a falar... e consequentemente, a única conversa que conseguiam ter comigo também era sobre trabalho. Ao dizer isto à minha amiga, ela disse-me: Ana Luisa... ser empreendedor dá muito trabalho, é verdade. Muitas horas à frente do computador, nos emails, ao telefone, muito tempo sem dormir. Mas no final de tudo, só é empreendedor, um verdadeiro empreendedor, quem sabe delegar e partilhar. Não fiques com tudo só para ti. Tens pessoas que gostam tanto de ti, do que fazes, que adoram trabalhar contigo. Levanta a cabeça do computador e descobres que há pessoas que te podem ajudar.
Confesso-vos. Caiu-me a ficha. Cheguei à conclusão de que tinha tanta vontade de fazer tudo à minha maneira, que me sobrecarregava sem necessidade. E por estar a fazer exactamente isso, prejudicava-me a mim mesma, à minha saúde... àqueles que me são importantes.
É importante saber dar, deixar entrar pessoas que gostam dos projectos. Elas trazem frescura, ideias novas, e ajudam-nos com gosto e carinho num projecto que lhes faz sentido. Porque é que eu andava a ser tão parva?



Assim... começou um tempo de "desmame".
Custou-me por exemplo horrores ver a Cíntia a trabalhar tanto no site da Giggles... matava-me só a ideia de que não a estava a ajudar como queria, porque estava com tanto trabalho da Starling para entregar. Depois deste safanão... abri os olhos, e encantou-me ver o quão bonito estava tudo a ficar. A nossa página Giggles é dos meus tesouros mais preciosos, e eu não fiz um único elemento de design. Apercebi-me do quanto gosto mesmo daquela miúda, e do quanto o projecto está em boas mãos. Já o sabia antes, mas vê-la a trabalhar nele com tanta paixão fez-me descansar. Saber que podia virar-me para mais coisas, dando sempre um apoio quando ela precisasse que eu o testasse, ou que visse se faltava algum botão, tentar fazer compras na loja online.
Obrigada Cíntia, minha querida. Foste criativa, incansável, trabalhadora... és tão talentosa. (Obrigada também a ti, Sérgio, que implementaste tudo, e que nos programaste a loja, dando-nos as tuas horas livres. Obrigada.)
Depois, a Dream-and-Star... eu e a Marta andávamos já há algum tempo com ideias de nos juntarmos para fazermos algo bonito juntas. Uma marca de Destination Weddings de que nos orgulhássemos muito. Nunca pensámos, no entanto, que algo de tão delicioso nos caísse em mãos. Chegou até a nós o contacto de uma Wedding Planner dos Estados Unidos, que ao vir a Portugal procurava alguém com quem fazer uma Wedding Styled shoot. Sem sequer pensarmos no trabalhão que aquilo daria, mergulhámos na aventura. Tinha de ser. Mais uma vez, vem-me sempre ao de cima o começar a pensar em como a comunicação das coisas vai ser, o estilo, isto e aquilo... a Marta começou também a pensar em tudo do seu lado, e todos os dias a qualquer hora, tinha 30.000 mensagens dela para ler, com a excitação do projecto. Apercebemo-nos de que temos diferentes valências, e que podíamos meter isso a mexer para nosso benefício. Então metemos o projecto Dream-and-Star em andamento, cada uma com as suas funções, e dando opinião sobre o que a outra fazia, mas sem interferirmos ou incomodarmos. Quando o site nasceu, criámos regras de utilização só nossas, vimos como poderia funcionar, e fiquei tão feliz de saber que as coisas estão também em tão boas mãos. Que não preciso de estar feita maluca a ver os emails de meia em meia hora, ou os posts do facebook, ou os tweets. Estamos organizadas, temos tempo para os nossos projectos pessoais, ela com a Dreamaker e eu com... bem... as minhas trezentas mil coisas... e temos já as passagens marcadas para irmos ao encontro da District Weddings que nos lançou, e para voltarmos a trabalhar com ela em Washington DC e com contactos nossos para Nova Iorque e Boston. Obrigada Marta, por partilhares deste pequeno sonho comigo. Para que servem as vitórias e as realizações, se não as pudermos partilhar com outros? Obrigada também a ti, Jeannette, por toda a ajuda e tempo que passaste connosco. Por nos ensinares tanto daquilo que é esta realidade nos Estados Unidos, por todas as coisas bonitas que escreveste sobre nós, e por seres sempre tão querida.



Decidi depois começar a tentar organizar-me na Starling. Não estou ainda no ponto... estou bastante longe disso, mas o começo está a deixar-me feliz. Encontrei quem me ajudasse com a nova imagem, em Novembro vou avançar com o novo site, e decidi que vou finalmente escolher um editor de vídeo para trabalhar comigo. Obrigada a todos os que me enviaram vídeos e contactos. Prometo escolher em pouco tempo... desculpem não ter dito mais nada, mas fiquei sem tempo nas mãos. Tenho o objectivo claro de estar a responder-vos a todos em breve. Não será um full-time ou um part-time, mas será por cada trabalho. É o que consigo oferecer.
Por fim, falei com uma querida amiga, que tinha tempo em mãos, e pedi-lhe ajuda para o restante trabalho de que não dou conta. Ainda tenho DVDs para enviar a alguns casais que fotografei e cujo material apenas enviei por internet, tenho emails para organizar e preciso de editar milhentas fotos. Combinámos um acerto de horas por semana, e estamos agora a pensar num valor monetário que compense o tempo que ela dispõe para mim.
Preciso que percebam que não estou nem sou rica, de forma nenhuma. Ficarei num sítio "modesto -1", mas descobri que preciso da sanidade mental mais do que ter dinheiro que não uso porque estou enterrada em trabalho. Dinheiro não é mesmo tudo. Cheguei à conclusão de que não aspiro mesmo a ser rica. Quero viver de forma a poder apreciar as pequenas coisas... coisas essas que me escapam nos dias que correm. Como os dias de sol que estão a acontecer esta semana, e que só vejo pela janela, o namorado novo de um amigo meu, que estou há 4 meses para que ele mo apresente... Os meus pais, que ainda só visitei no Algarve duas vezes este ano, e um dia em cada uma das vezes. Preciso de tempo para me inspirar, ler, namorar e trabalhar de forma saudável, a horas mais normais.
É verdade que tudo o que tenho se conquistou com muito trabalho, e porque existem todos vocês desse lado, que têm sido imensamente maravilhosos comigo. Têm partilhado o meu trabalho, e ele tem crescido e tem sido mais constante. Obrigada. Obrigada... obrigada.
Isto permitiu-me chegar agora algumas poupanças para o lado, para poder atribuir finalmente tarefas... ser ajudada e ajudar quem também precisa.
Espero assim estar no bom caminho para me tornar numa verdadeira empreendedora, e um dia descobrir que tenho espaço para mais projectos e mais ideias frescas... com pessoas que me são queridas comigo neste barco. Porque quero nesta vida construir um dia uma equipa de sonho, que goste de trabalhar comigo, e não para mim.


Obrigada a todos os que me aturam, ajudam, amam. Obrigada minha amiga Lili, pelo safanão. Prometo começar a organizar-me. Prevejo que ganharei mais vida, e que com o tempo as coisas vão melhora, e que com ambição e amor tornar-se mais fortes. Estou a começar uma jornada de aprendizagem, de aprender a delegar e partilhar, e de ensinar também... Oh... e não quero nada falhar. Por favor, se é que Deus existe, Ele que não me deixe falhar.
Estou a abrir portas aos meus piores medos para perder a mania de querer fazer tudo sozinha.
Só de pensar nisso... é difícil... mas já me parece tão boa ideia.
É bom estar de volta!
Love, Lu*


Fotos // Photos: Marta Dreamaker
Vestido // Dress: A Showroom - KLING
Alparcatas // Shoes: Close Things
Mala // Bag: Feliz é Quem Diz


I have been an bad, bad girl. It seems I've left you, I know... and I look at this blog every day and feel like it is feeling all alone and cold (or hot! Whats going on with the weather here, good God?).
If you follow my Facebook page and Instagram, you'll be able to see that I haven't been procrastinating, or not wanting to write you at all.
None of that. I've missed so much being here, that you can't even imagine :)
I've been having trillions of ideas that I can't put together because I am simply a poor manager of my time... in addition to that, I have too much work to get done.
Being a freelancer and entrepreneur has a lot to be said. And when you decide to be in thousands of fronts, like I do, because I'm a bit nuts and because I love everything I put my mind into… uff. My schedule is over booked. Every second, every millisecond.
But i don't want this post to be whining one. It is an absolutely happy post! Believe it or not.
I wanted to come here to tell you that yesterday, and because I forced myself to leave my computer at work, to avoid working at home, and I stopped, sat down on the couch with a book in hand (there are still books in the world!! yay !!) and I finally stopped to think about my last month and a half.
This last month and a half was something unbelievable.
So i reached the end of August and didn't have a single job scheduled for September. It made ​​me barely sleep for two nights. Literally. Then, in just three days, and because I seem to have a star looking over me for some reason, I was completely full. Between weddings, tours and videos, August and September were particularly marked by the launch of the Giggles website and the launch of the Dream-and-Star project.
I didn't have a single day off, but it was worth it every second. I don't know how to describe the emotions shuttle I have in me right now. It's just too good to be true.
I laid back on the couch, with two super cute cats on my lap, and thought about everything that had happened in the recent past few days. Do you want to know what came to my mind as a big conclusion? That it is really good to show work done, and such, but more importantly, that I would have never gotten so far without the talented people who surround me and keep me inspired.
One of these days, while making a skype call with my best friend, emigrated in London, she shook me like no one had ever done before. My mistake was to have ever complained about not being able to have a personal life. I don't go out at night, I never see my friends, and I am constantly reminded of it… "Hey you. Nobody ever gets to see ya these days!" or "Hey, Lu, so how's work?". I realized that I wasn't being able to talk about anything else but work. I was sick of hearing myself speaking. I never participated in the conversations my friends had, I didn't know what they were talking about ... and consequently, the only conversation they knew how to have with me was also about work. In saying this to my friend, she told me: "Ana Luisa... it's true that being an entrepreneur is hard work. Many hours on the computer, emails, you're on the phone for too long, you don't sleep. But at the end of it all, a real entrepreneur, is someone who knows how to delegate and share. Don't keep it all to yourself. You have people who love you so much, who love what you do, who would love to work with you. Lift your head from the computer and you'll discover that there are people who can help you, and would be glad to do so."
I have to confess. This made me rethink my entire life. I concluded that I always want to do everything my way so badly, that I overburn myself unnecessarily. And that by doing exactly that, I've harmed myself, my health... and those who are important to me.
It is important to let go, to let in people in when they love the projects. They bring freshness to them, new ideas, and help us with love and care in a project that makes sense to them. Why I have I always been so silly?
So with this said, I've been trying to make changes on the way I operate in life in general, work and personally.
It costed me such horrors see Cíntia working like crazy on the Giggles website... Just the idea that I wasn't helping her like I wanted killed me, because I was so full of work to finnish on my Starling project. After my Skype call... I opened my eyes, and was amazed to see how beautiful everything was getting. Our Giggles page is my most precious treasure, and I haven't done a single design element. I realized how much I like that girl, and how the project is in such good hands. I already knew before, but seeing her working on it with such passion made ​​me rest. Knowing that I could turn my attention to more things, although always giving support when she needed me to to test it, really helped me sleep better at night.
Thank you Cíntia, my dear friend. You were a creative, and tireless worker... you are so talented. (Thanks also to you, Sérgio, you implemented and programmed everything so well, and you gave us your free time… oh, Thank you.)
Then, let's talk about Dream-and-Star… me and Marta had been putting some ideas together to do something beautiful with our photography skills. We wanted a Destination Wedding brand that would make us proud, but we never thought, however, that something so delicious could ever fall on our hands. A wonderful Wedding Planner from the United States came up to us, and said she was coming to Portugal and was looking for someone to make a Wedding styled shoot with her. Without even thinking twice, we said yes. It had to happen. Again, I always start thinking about how things will be done in communication, style, and this and that ... Marta also began to think of everything on her side, and every day, at any time, I'd have 30,000 messages to read from her, with the excitement she had for the project. We realized that we had different gifts, and that we could get them to work on our benefit. 
So we started the Dream-and-Star project, each of us with our different roles, and giving opinions about what the other was doing, but not interfering or bothering. When the site was born, we had created our rules of working on it, we saw how it worked out, and I was so happy to know that things were also in such good hands. I didn't need to be constantly checking our emails every half hour, or facebook posts, or tweets. We were organized, and we had time for our personal projects, she with Dreamaker and I... well... with my three hundred thousand things... and now we are on our way to our first trip together, to work with District Weddings in Washington DC, and with other contacts in New York and Boston. 
Thank you Marta for sharing this little dream of mine. What are victories and achievements, if we can't share them with our special friends? Thank you also Jeannette, for being such a good friend, and for teaching us so much of the reality of this field in the US. For the beautiful things you wrote about us, and for being so sweet.
Then I decided to start organizing myself on Starling. I am not yet there... I'm pretty far from it actually, but the beginning is making me happy. I found someone to help me with with the new image, in November I'll move to the new website, and I've finally decided that I'll be choosing a video editor to work with me. I have to say thanks to everyone who sent me videos and emails about it. I promise to choose soon... I'm so sorry I didn't say anything yet, but I ran out of time on my hands. I have the clear goal now to be responding to you all soon. It won't be a full-time or part-time, but it will work on each new project. It's what I can offer for now.
Finally, I spoke with a dear friend who had time on her hands, and asked her to help with the remaining work that I can't handle. DVDs that I still haven't sent to some of the couples who I photographed and whose material was only sent though the internet, emails I need to organize while editing thousands of photos.
We agreed to a settlement of hours per week, and are now thinking about a monetary value that compensates the time she has for me.
I need you to understand that I am not rich nor am I in any way someone with a very nice bank account. I'll be now in a place that is "modest -minus-1 or 2", but I found out that I need sanity more than having money I do not use because I'm buried in work. Money isn't everything. I came to the conclusion that I do not even aspire to be rich. I want to live in order to be able to appreciate the little things... those things that escape me these days. As the sunny days that are happening this week, and I only see through the window, my boyfriend, my friends, my parents whom I've only visited twice this year in the Algarve and only for a day each time. I need time to get inspired, I reading, dating with Miguel and work in a healthy way, on normal hours.
It is true that everything that I've conquered so far happened only because I worked really hard, but also because of you on that side, who have been wonderful to me. You've shared my work, and it has grown and has been more constant. Thank you. Thank you ... thank you.
This allowed me to now have a way to finally assign tasks... be helped and help who also needs help.
So I hope to be now on the track to becoming a true entrepreneur, and one day I hope I can get to discover that I have room for more projects and more fresh ideas... with people who are dear to me and want to be in this boat with me. Because I want to one day build a dream team, who enjoys working with me, and not for me.
Thank you to all of you who bear with me, help me, love me. Thank you, my dear friend Lili, for waking me up.
I promise to get organized. I can predict that I'll have more life, and I hope that with time, things will get better and better and stronger. I hope not to fail. Please, if God exists, please tell Him to not let me fail.
I am opening the doors into my biggest fears of not having the one doing all the work.
It sounds hard... but like a very nice idea.
It's good to be back!
Love, Lu*

8 comentários:

  1. Que inspiração de texto! Tantas vezes pomos os sonhos profissionais em frente dos pequenos pormenores pessoais que fazem tão bem e que nos enchem de energia! Fico contente que tenhas começado a conseguir gerir os teus tempos: os profissionais e os pessoais! Só assim nos conseguimos completar! Estou a tentar fazer o mesmo! E muitos parabéns pelos novos projectos:)

    ResponderEliminar
  2. És tão adorável minha querida! Tenho pena de não estar mais perto para te dar um abraço. Às vezes me pego em meio a confusão da rotina e penso que seria bom te ver e conversar. Sim!! Tens muita gente que te adora à tua volta, percebo os teus medos mas, Deus orienta tudo se confiares Nele e não tente nunca fazer mais do que aquilo que consegue. Um grande beijinho, sucesso para vocês!! Estou sempre torçendo por vós! <3

    ResponderEliminar
  3. tão lindo e sentido este post. és uma verdadeira inspiracao para quem te conhece e segue. tenho saudades dos nossos meetings a sonhar em voz alta! beijinhos e que essa estrelinha continue a brilhar

    ResponderEliminar
  4. Olá Ana Luísa. Adorei ler o post e revi-me em boa parte dele. Sempre me disseram que o trabalho de um fotógrafo é muito mais em frente a um computador a tratar de mil e uma coisas diferentes do que propriamente fotografar... mas só o compreendi quando me senti realmente a sair fora de pé... quando todas as conversas rodam à volta da fotografia, quando o nosso olhar só vê "hum, isto é fotografável ou não" e quando comecei a recusar convites porque tinha sessões. Gostei muito de ver, como sempre, a forma honesta como descreves os teus desafios. Para mim continuas a ser uma inspiração!!! Muita sorte para um futuro brilhante ;) beijinhos. lia

    ResponderEliminar
  5. Uma verdadeira inspiração não temos qualquer dúvida! Quando ainda no ano passado te pedi um orçamento para fazeres o video do nosso casamento, na altura acabou por ficar para segundo plano, por questões financeiras. E confesso que era até ao dia em que te voltei a contactar o que me deixava mais triste por ter deixado de lado. Não porque simplesmente queríamos um video do nosso casamento, mas porque queríamos um video do nosso casamento feito por ti! Isto porque mesmo sem te conhecer pessoalmente, és para quem te lê e acompanha o teu trabalho e o teu crescimento profissional, ainda que à distância, uma verdadeira inspiração do que devemos desejar para cada um de nós.
    E foi enorme felicidade que adorei saber que afinal não ias ter o trabalho de 13 de Setembro e poderias fazer o nosso video. E sim menina tens uma estrelinha que te ajuda, mas aprendi também com o meu trabalho, que o empenho e a qualidade do nosso trabalho e o amor com que o fazemos são a nossa maior estrelinha!
    Beijinhos Lídia & Filipe

    ResponderEliminar
  6. é sempre bom ler os teus posts, és querida a escrever, sabias? :)
    espero que tenhas mais paz, mais tempo para ti e que tudo continuo a ser bom como tem sido. Tens talento, vais longe, sem duvida nenhuma!
    muitos beijinhos e boa sorte no eua

    ResponderEliminar
  7. Now that is a post! Senti-me como se tivesse recebido um longo email de uma amiga e assim, num instante ficasse a saber tudo sobre o que tem sido a vida dela! :) beijinhos, Petra (theconfashionary)

    ResponderEliminar