My cousins had no idea their backyard looked THIS magical!

Fiz muitas directas antes de embarcar nesta viagem de três semanas nos Estados Unidos. Muito trabalho para acabar e entregar, tours, reuniões... enfim. Cheguei ao dia da viagem completamente num caco e a precisar urgentemente de dormir, coisa que não aconteceu tão cedo porque tenho um medo horrendo a viagens de avião. Não me posso queixar do voo, porque foi extremamente divertido com a Marta ao meu lado. Vejam as nossas parvoeiras no Instagram, na hashtag #doceontour! Fizemos máscaras faciais, amigos a bordo, enfim, toda uma grande maluqueira.
Ao chegar a Boston, não sei porquê, fomos para à fila da inspecção e fizeram-nos toda uma panóplia de questões (se trazíamos 10.000 ou mais de 10.000 dólares na carteira... I mean, I wish, right? e etc) e lá nos deixaram entrar.
Depois de rever a minha família e de termos um jantar recheado de Mai tais neste local, caí na cama que nem um bebé, e estava na esperança de dormir até à hora de almoço quando...



A Marta me acorda às 7h00 da manhã, completamente cheia de jet lag, a achar que era meio dia, e a dizer que a floresta que rodeia a casa da minha prima, assim como o quintal eram lindos, e que ela queria ir para lá disparar fotografias. "Veste algo quentinho e anda, vá!" - (Digamos que eu estava prontinha para a mandar para um sítio que eu cá sei, mas como adoro aquela miúda de paixão, não resmunguei (muito), e lá fui). Ainda bem que fui. :)



Sabem que mais? A manhã estava fria, mas o sol brindou-nos com este miminho. Obrigada Marta, por conseguires o impossível (que é tirar-me da cama... as fotos já todos sabemos que és simplesmente perfeita, e que me fazes sentir bonita quando me vejo feia).




Ao regressarmos a casa, e prontas para o pequeno almoço, a minha prima Joan viu as fotografias e não conseguia acreditar que tinham sido tiradas atrás da sua casa... Que ela própria não vai lá muitas vezes.
Apercebi-me aqui do quanto tomamos as coisas como garantidas. Estão ali e pronto. Já sabemos. Isso acontece-me a toda a hora... como quando este noite bebemos a garrafa de vinho do Porto que trouxe de Lisboa com a família que nos está a acolher no Bronx. Apercebi-me de que já não bebia vinho do Porto já pelo menos uns 3 anos... porque sei que ele está ao meu simples alcance sempre que quiser, mas no entanto não o aproveito. Ou quando levo os meus turistas ao Miradouro da Nossa Senhora do Monte e todas as vezes fico fascinada com a beleza da nossa cidade e não compreendo como é que não vou lá mais vezes, e fico outras tantas frustada porque parece que já não há sítios para visitar na minha cidade.
Vamos todos começar a aproveitar mais o que temos, sim? Foi a minha lição neste dia... às 7h00 da manhã, a juntar ao facto de que sendo eu uma pessoa mais noctívaga, já não me lembrava do que era ver o amanhecer. E então este, deste dia, pareceu-me o mais perfeito desde há muito, muito tempo.


Já sentiram isto alguma vez? Que estão tão habituados a ter algo tão "à mão", que descobriram que deixaram de lhe dar o devido valor?
Obrigada Marta, por me fazeres estas fotografias. Adoro-as... mesmo muito.
Love, Lu*

Fotos // Pictures: Marta José
Casaco // Coat: A Showroom - KLING
Camisola // Sweater: A Showroom - KLING
Calças // Jeans: H&M
Sapatos // Shoes: Sofia Costa Shoes
Anéis // Rings: Primark
Capa de iPhone // iPhone cover: Primark
Headphones: Sony

I worked full nights non-stop until I got on the plane for this 3 week US adventure. A lot of work to get done and finished, tours, meetings... oh well. Lets say I was pretty tired when the time finally came. All I needed was a good night sleep. And that didn't quite happen because I am too terrified of flying. I can't really complain about the flight, cause it was smooth and so much fun to do with Marta. You can actually see part of it on my Instagram on the #doceontour hashtag. We made facials, we made new friends, super fun.
When we arrived to Boston, and I still don't know why, we ended up on the passport control inspection line where they asked questions like "do you carry 10.000 dollars with you?" - I mean... I wish, right?! But all went well and we got in.
After seeing my family, and after a bunch of Mai Tais later at this spot, I fell in bed like a baby, and my hopes were for a good night sleep until lunch time but that did not happen because...
Marta was all jet lagged!!! And woke me up at 7 am saying my cousins backyard was amazing and that she wanted to go outside and take pictures. "C'mon, put on something warm and lets go outside!". I swear to you, all I really wanted was to send her someplace I know, but as I love her so much, I didn't argue (much) and went out. SOOO glad we did!
And you know what? The morning was cold, yes, but the sun was beautiful. Thank you Marta, for always making the impossible (which is get me out of bed! The pictures, everyone knows they always turn out perfect. Because you have that magic in you, and you always make me feel so pretty even when I feel like I'm not).
When we came back home, and ready for breakfast, my cousin Joan saw the pics and she couldn't believe they had been taken on her backyard... That she doesn't even go out there much.
I realised here how much we normally take things for granted, because they are just right there and aren't going anywhere. That happens to me all the time... like today, while I was having a Port wine bottle with the family that gave us a room in The Bronx. I realised that it had been at least 3 years since I last had Port wine! It's just right there, I can buy it whenever I want to just to have it at home for when you kinda feel like it, or when you have friends over, and even so, I never do.
Or like when I take my tourists to the Nossa Senhora do Monte sight seeing spot in Lisbon, and every time, I get so angry at myself that I never go there just by myself or for a date with Miguel... and I so many times complain that there are no places to go in the city, when I live in one of the most beautiful ones in Europe (and the world).
Let's all start enjoying the little things more, shall we? Thats is my lesson for today :) And on this day, let me add that I realised how beautiful mornings can be. I am usually a night person, so I don't really ever get to see a 7am sun.
Have you ever felt this? Like you take so many things for granted?
Thank you, Marta, for once again taking these of me. I love them. So much.
Love, Lu*

12 comentários:

  1. A Marta tem o dom de imprimir nas fotografias, magia nos locais. Magia que muitas vezes não vemos, e quando olhamos para as fotos... uaaaauuuu! :) Tem sido assim connosco! <3

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Sim, claro que sim. Aprendi a dar um grande valor a isso desde que estive a viver fora. Faltava-me tudo aquilo que eu achava que estava sempre lá, desde o peixe ao vinho, e dos locais aos cheiros. Sem duvida que emigrar me trouxe muito.

    As fotografias estão para lá de maravilhosas. Valeu mesmo a pena acordar cedo (adorava ter coragem ás vezes :P)
    *

    ResponderEliminar
  3. As fotografias estão simplesmente lindas, lindas lindas. Tu estás tão bonita e a paisagem, as cores, o sol...está tudo tão mágico.
    Sinto muito isso que disseste do ter tudo ali e não aproveitar, cada vez mais tento aproveitar a minha cidade ao máximo, mas sinto muito isso, principalmente quando alguém de fora vem e depois conta o que viu e onde foi e eu penso "caramba, como é que vivo mesmo ali ao lado e nunca lá fui?". *

    ResponderEliminar
  4. opá como é que alguém consegue ficar linda de morrer ao acordar? só tu mesmo!
    cada vez mais gosto de ti, da tua escrita e deste teu blog!
    parabéns à Marta pelas fotos lindas que conseguiu :)))
    um beijinho ****

    ResponderEliminar
  5. tão verdaed! Abrir os olhos...dedicar alguns minutos a olhar em nossa volta e ao que está perto...e deixarmo-nos deslumbrar. E aqui neste rectangulo da europa temos tanta e tanta coisa com que nos maravilhar :)
    Fotografias lindas, ana luisa. E esse local é realmente mágico. Não acredito que alguém consiga ser indiferente a ele :)

    Parabéns e continua a presentear-nos com relatos da viagem

    ResponderEliminar
  6. Fotos lindas, como tu! :D
    Sim, com o tempo aprendemos a aproveitar mais o que temos...
    Love you +

    ResponderEliminar
  7. Que encanto! Não imaginas a alegria que sinto ao ver este registo fotográfico e as tuas palavras me caem como uma luva que até tenho lágrimas nos olhos. Sejam felizes meus amores! Adoro coisas dessas e acho que está tudo perfeito! Parabéns!

    ResponderEliminar
  8. A Clênia arrastou-me para aqui, e ainda bem que o fez :P As fotos são lindas, mas a mensagem é ainda melhor!
    E acho que à medida que vamos crescendo nos vamos apercebendo do quão breve as coisas são...
    Temos de viver mais, amar mais, e falar mais uns com os outros [e entre todos]. Beijinho

    ResponderEliminar
  9. Lindas fotos! Tenho a sorte cof* azar cof* de ter um namorado que acorda com as galinhas, o que dá fotografias com o sol a nascer sobre o Tejo! Lindo!!! :D

    ResponderEliminar
  10. Que lindas fotos, Lu! A atmosfera é, sem dúvida, mágica. As cores de Outono sobressaem perfeitamente aqui, lindo mesmo. <3

    www.joanofjuly.com

    ResponderEliminar
  11. Adoro as fotos! :)
    Eu tento ter os olhos bem abertos para que não me esqueça das pequenas coisas boas à minha volta, mas imagino que me escape muita coisa. Mas nada como ir fazendo esse exercício diarimente.
    Agora que falas em vinho do Porto, talvez mais logo aproveite a garrafa que comprei na semana passada... :P

    ResponderEliminar