Os sonhos absurdos de uma noiva // The absurd dreams of a new Bride.


*English translation in the end of the post.*
Dizem que o que vivemos durante o dia, influencia-nos durante a noite. E esta noite, eu tive o sonho mais absurdo de sempre, que me lembre... e eu tenho muitos sonhos absurdos, como querer falar e não conseguir porque tenho uma bola de plasticina na boca que não pára de crescer, ou de repente ter umas mamas que são tão grandes e tão pesadas que subo o Chiado a rastejar pelo chão.
Esta noite foi o meu primeiro sonho de casamento, e ao acordar, não me consegui conter e ri como se não houvesse amanhã, porque foi tão surreal, e porque foi de encontro aos meus maiores medos na organização e medos pessoais, que realmente... só eu.


Como não gosto de manter estas parvoíces só para mim, passo a contar-vos. Se há noivas ou noivos, ou já casados que também passaram por este tipo de sonhos no momento da preparação do seu casamento, por favor partilhem comigo! Sempre é uma forma de rirmos juntos e de eu perceber que não estou a dar em maluquinha!
O facto é que estar a tratar de tudo à distância com o Miguel (ele em Luanda) me trouxe algum stress... o facto de também ter tido algumas discussões com os meus pais sobre algumas das nossas escolhas também. Então, quando atingi um ponto em que já estava farta de sequer pensar na organização do dia, parei, alinhei os pensamentos e comecei tudo de início. Assim que me acalmei as coisas entraram nos eixos, e já não estou enervada a visitar sítios e a ver coisas. Ontem, durante a noite dos Óscares, fiz uma chamada skype com a minha prima que mora em New Hampshire, a dona deste quintal que vos mostrei há não muito tempo e pelo meio de comentários aos vestidos da carpete vermelha, vencedores e discursos, ela ia-me perguntando como estavam a correr as coisas. Sei que foi exactamente isso, pensar na organização, e o cansaço extremo de ter aguentado até às 5h00 que me levaram a sonhar com tudo o que conversámos.
Ok, já chega, cá vai:






Dou por mim em pleno dia de casamento. Vestida (mas nunca consegui ver o meu vestido, quando olhava para baixo era tudo um blur, e isto porque ainda não tenho vestido, claramente), e ao olhar à minha volta, não conheço as pessoas que lá estão. Acho que isto tem a ver com aquelas discussões de família onde de repente aparecem aqueles primos que não sabemos que temos até sermos pedidas em casamento. De repente há toda uma família que devia vir. Ontem falei com a minha prima sobre isto.
Desloco-me à cozinha do espaço (que não é o espaço que estamos a fechar) e vejo que está lá a única equipa com quem já falei sobre catering. Dizem-me "Ana Luisa, parabéns! Temos já tudo pronto para servir!" Ao que eu respondo "R., olá, mas... eu ainda nem tive o seu orçamento... quanto é que fica por pessoa?" E ele diz "75€!" Ao que eu respondo "75€? Mas eu não consigo pagar isso! Como é que é 75€? Nós falámos por alto noutros valores... eu não tenho esse dinheiro, como é que eu vou pagar?"
Atenção. Eu não conheço ainda o R. Ele parece-me ser uma pessoa muito querida, e ainda não é certo que seja com ele, mas pronto, ao falar com a minha prima ontem, disse-lhe que queremos que o catering seja vegetariano. Muito fresco, buffet, cheio de opções, comida de verão, bonita e deliciosa. Tapas vegetarianas, hambúrgueres vegetarianos para a ceia, saladas, sobremesas e afins. Tenho tido alguns elementos da família não muito contentes com a opção, chegaram a falar com a minha prima dos Estados Unidos sobre isso e tudo, tal é a forma como a palavra voa. Mas eu e o Miguel queremos mostrar o quão deliciosa pode ser uma refeição vegetariana, cheia de opções, sem coisas estranhas, e queremos que não tenham de morrer animais para a nossa festa. Não tenho nada contra os casamentos onde vamos onde a variedade é total, mas para nós isto faz-nos sentido assim para a nossa festa, é a nossa cara, também fica mais em conta, é o que acreditamos, e ninguém morre por NUM jantar não ter carne ou peixe.
Voltando ao sonho, o R. diz-me "Olha, só se fizermos uma troca de serviços. Eu monto as mesas e o buffet e tu fotografas tudo para eu meter no meu site e redes sociais!". Lá está. Medos de uma freelancer e propostas que fazem constantemente a uma freelancer de fotografia.
Então, lá fui eu, vestida de noiva, buscar a minha câmara, e fui fotografar todos os elementos de comida do meu casamento. As pessoas diziam "Ana Luisa, o que é que aí estás a fazer?" e eu respondia "é para pagar o catering"!









Depois disto, e com a minha câmara a não querer funcionar (outro medo de fotógrafa, que num trabalho a câmara dê o berro), começa a música a tocar. Eu e o Miguel estamos a planear uma festa muito musical, com bandas de amigos nossos a tocar. De repente, apanho-me num terreno estilo Rock in Rio, onde os convidados parecem formiguinhas num espaço tão grande, e dou por mim a correr entre palcos para conseguir ver tudo. Enquanto passava de um palco para o outro pensava "ainda não vi o Miguel hoje!" e "Fogo, não me estou a divertir nada" e "Ainda não foram preparadas as mesas para as pessoas comerem". Então havia alguns concertos cheios de amigos a assistir, e outros sem ninguém. Eu a sentir-me super mal com isso e a tentar puxar pessoas (que não conhecia) a estarem espalhados pelos concertos que aconteciam ao mesmo tempo. No meio disto, e porque ontem à noite estive a falar com a minha prima sobre o facto de que eu sou daquelas pessoas que transpiram mesmo quando estão paradas, a minha prima, no sonho, chega ao pé de mim e diz "Ana Luisa, estás a cheirar tão mal. Andas a correr de um lado para o outro e cheiras mesmo mal!". Eu fiquei em pânico. Estava a cheirar mal? Que horror!!


Começa a abertura do jantar. Apercebo-me de que as pessoas ainda não têm onde se sentar (isto porque no espaço de que gostamos ainda não percebemos onde vamos meter as mesas), e ao correr para a zona da cozinha, tal não é o meu espanto quando vejo que à porta, está o meu pai a grelhar frangos e há um porco no espeto. O meu pai, atenção, está a grelhar os frangos. "Nem toda a gente gosta de vegetariano, Ana Luisa! Não é normal um casamento ser vegetariano!" Que é exactamente o que ele me diz ao telefone quando falamos sobre o assunto. Eu decido que não quero discutir.



Olho para o lado, e o casamento está transformado num mercado de fruta. Só há caixas de madeira cheias de fruta. As pessoas estão a jantar melancia com frango. Surreal.
Quando me afasto, encontro o Miguel e abraço-o. Finalmente um bocadinho de normalidade. Ao que ele me diz "Estou a gostar tanto. Estou mesmo a divertir-me". É tão dele. Uma característica que adoro. O facto de estar sempre tudo tão bem para ele. O facto de que nunca há problemas, tudo está ok.
Conto-lhe que o dia não me está a correr bem, e ele diz-me para ficarmos um bocadinho ali sossegados e num abraço quentinho. Foi aí que acordei.


Obrigada Miguel... por mesmo em sonhos fazeres o meu dia mais feliz.
Percebi que não interessa nada, desde que seja contigo, e que lá estejas, e que nos abracemos sempre da nossa forma. Depois, tudo fica bem.
Aprendi que vou parar de stressar com isto, e que vou delegar tarefas!
Oh, chega rápido baby. Está frio aqui.
Love, Lu*








Fotografias // Photos: Marta José
Local // Spot: Porto
Casaco // Coat: A Showroom, KLING
Vestido // Dress: Springfield
Cachecol // Scarv: Pull & Bear
Sapatos // Shoes: Clarks


It's said that what we live by day influences us by night. And last night, I had the most absurd dream of my life so far, that I remember, at least... And I am known for having really weir dreams, like wanting to talk and having my mouth full of Play-do that doesn't stop expanding, or suddenly having these ginormous boobs that feel so heavy that I crall up Lisbon's center to the top.
Last night I had the first wedding dream, and when I woke up, I couldn't help myself but to laugh, because it was so surreal, and it touched all the small bits where I still get nervous about... well, you'll see. 
As I don't like to keep this things to myself, I have to share it with you. So if there are brides and grooms out there, married couples, who went through the same organisation stress + dreamt about it, oh, PLEASE share it here with me, so that we can laugh together and I won't think I'm going nuts.
The fact is that I've been taking care of things with Miguel super far away (he is in Luanda, Angola), and that brings a bit of stress. Then, I've had a few minor fights with my parents as well. So, when I reached a point where I had had it with the wedding subject, I had to step aside, relax and start from scratch. When I realised I could do it well if I kept my calm, things started to go really nicely and are looking really good by now.
So yesterday, while watching the Oscars, I skyped with my cousin from New Hampshire (the one with this ridiculously beautiful backyard), and amongst red carpet dresses, winners and speeches, she asked me questions about the wedding. So I am pretty sure that talking about it and staying up until 5am is what made me have all these weird dreams.
Ok, here it goes.
So I find myself on my wedding day. I am dressed (although I could never really see the dress, because I haven't really found it yet), and I am looking at the venue. I don't know anyone in it. I believe this has to do with some of the arguments that occur when organising the guest list and suddenly you find out about cousins you have never seen or people you "really should invite" because its a shame if they don't come even though you never ever ever ever see them.
I am curious about the food, so I go into the kitchen and I find the only catering company I've spoken with so far, and they are preparing everything. The chef says "Heeey! Congrats Ana Luisa! Everything is ready!" and I answer "Hi R.... but you didn't even send me your budget yet. How much is it per person?". He answers "75€!" and I go "75€?! But how? Those are not the numbers you told me on the phone. I can't pay 75€ per head. How am I going to pay that?". Attention. I don't even know R. yet, and he seems like a REALLY nice guy, but still, I don't even know if we'll be doing it with him yet. Talking with my cousin yesterday, we spoke about the fact that we want a vegetarian wedding. Very fresh, a buffet with lots of options, fun delicious summer food. We spoke about the fact that not every element in the family is happy with it, and the word arrived in the USA, so she knew about it and had spoken to other people about it.
We have nothing against non vegetarian weddings. This is just the way we want to do it. And we want to show our families how delicious veg food can be. It is also cheaper, it makes sense to us, bride and groom, its who we are right now, and we don't want animals to sacrifice for us to have a party. And plus, no one will  die for ONE vegetarian meal.
Back to the dream, R. says "Well, we can exchange services. You could photograph all the food once we set it in, for us to put on our website and use on social networks". And there it is... one of the things I am asked the most as a freelancer. "Ana Luisa, we don't have money to pay you, but we can offer you things from our store". And there I go, on my dream, I am in my wedding gown, and I start photographing all the food arrangements so that I can pay for the catering. People called me and I couldn't be with them, cause I had to pay for the catering.
Then, and after going through a nightmare because my camera didn't want to work (another of my fears as a photographer), music starts to play. Its on mine and Miguels plans to have a very musical day. He has a band, his friends have bands, so we are planning on having lots of live music. So suddenly, it was like the venue grew and I found myself in a space that had the size of a music festival, with stages spread across the field. People looked so tinny on the venue. So I am rushing from stage to stage so that I can see my friends play, and then some stages have more people than others and I am so preoccupied that I start bringing people (that I don't know) from one stage to the other and while that, I think "I haven't even seen Miguel today", and "I am having no fun at all", and "the tables are not set yet for dinner". In the middle of this, and because yesterday, while talking to my cousin I told her that I am worried with the fact that I sweat a lot, even when I'm not doing anything, she appears in my dream and says, "Ana Luisa, you smell so bad. You are sweating all over." I think to myself "Oh no!! This is so bad! I smell bad in my own wedding!".
Dinner service starts and I rush to see if everything is ok. I realize people have no place to sit (because we haven't thought of where the tables will be yet), and then I look to the side, and I see my father on the grill, making roasted chicken and pig. My father is roasting it! "Not everybody likes vegetarian, Ana Luisa! It's not normal on a wedding to not have meat or fish!" which is what he tells me when we speak on the phone and argue about it. I decide, in the dream, that I don't want to fight.
On the other side, the veg food was turned into a fruit market. Only boxes with fruits. And people are having watermelon with chicken. Surreal.
I step aside, and I find Miguel and I hug him. Finally, something normal and good. I am really missing him right now, and he only comes back from Africa in April. Then he tells me "I am really enjoying this, Ana. I am having so much fun". And when I woke up I realised this is another thing I love about him. That everything is always so ok. He is never bothered with details. He is just such a laid back person and everything is fine. It's so simple and beautiful.
In the dream I tell him I'm not having any fun, and he tells me we can just stay there, in a long hug.
Thats when I woke up.
Thank you Miguel... for even on my dreams making my day better.
I understood that nothing matters, only that you are there with me, and as long as we always hug each other on our own way. Then, everything is right.
I learned that I will stop stressing so much, and that I will delegate tasks!
Oh, just come back already baby. It's cold in Lisbon. And I miss you.
Love, Lu*

15 comentários:

  1. Eu comentei e não seguiu...
    Dizia eu: Não te esqueças que quem se casa és tu. E há-de chegar o momento que te apetece ir ao cartório e dizeres/comunicares que já casaste...
    Faz o favor de ser feliz.

    ResponderEliminar
  2. Olá Ana Luísa!
    Fizeste-me relembrar o meu sonho, mas o teu foi bem mais complexo que o meu ☺
    Já não me recordo de muitos pormenores mas no sonho, acordava e ia casar nesse mesmo dia e as coisas ainda não estavam todas prontas e eu só dizia que não era para ser já e estava chateada com aquilo tudo, porque não tinha sido assim que tinha idealizado o meu dia!!

    Em relação à preparação, optámos por uma empresa que trata de todo o serviço (caso o cliente pretenda) e com valores aceitáveis!!
    Sabíamos bem o que não queríamos no nosso casamento: casar pela igreja, vestido de noiva e fato de casamento, muita gente (só queríamos família próxima e amigos mais próximos), flores (a decoração foi com cactos), comida em exagero, resumindo, não queríamos ter um casamento muito tradicional! Os convites foram feitos por um ilustrador amigo e o fotógrafo e dj também foi um amigo.
    A única altura que fiquei nervosa e mais ansiosa foi no próprio dia, quando se aproximava a hora!! Depois disso correu tudo muito bem e foi um dos melhores dias das nossas vidas!

    Aproveita bem esse dia porque passa a voar e queria voltar a repeti-lo esse dia fantastico!

    Muitos parabéns e que seja um dos melhores dias das vossas vidas!!

    Beijinhos,
    Andreia

    http://www.cosmichouse.tziki.net

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Andreia! Tenho a certeza de que vai ser bonito. Só ainda não tenho o local! hmpf... mas tudo se faz. assim que arranjar o espaço vou começar a visualizar tudo melhor.

      Eliminar
  3. Olá!
    Tenho um veículo lindíssimo que alugo para transporte de noivas!

    http://www.newbeetle-eventos.pt/

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Adorei a descrição do sonho! :-) Posso dizer-te, como psicanalista, que farto-me de ouvir sonhos de noivas com o casamento, é tão normal como beber água. É um momento muito importante, que agrupa muitas ansiedades e emoções intensas, portanto precisa de ser elaborado - e para isso é que servem os sonhos! :-) (e a realidade nunca é igual aos sonhos, portanto vai correr tudo bem!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que é que consegues tirar de análise do meu? :D Estou muito curiosa! hahaha

      Eliminar
  5. omg, ri-me tanto. a sério.
    felicidades pá! :)

    ResponderEliminar
  6. Ahahahahahahah! Opá hilariante! Amei! Mas tenho a certeza que tudo vai correr bem! Desde que hajam abraços desses e alegria partilhada entre vocês os dois! :)
    Beijo grande**

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada meu doce! E espero ver-te lá, na segunda parte do dia, para abanar a carola! ;)

      Eliminar
  7. Olá Ana. Não ligues às pressões. Nesse dia só a vossa vontade conta e vai valer a pena remares contra a maré se sentires q cada momento reflecte o q vocês são. No meu casamento tive quase a ceder à pressão da boda tradicional e senti-me mt feliz por nunca ter desistido da nossa ideia. Fizemos um wine & cheese wedding e toda a gente gostou. Claro q mts vezes nos disseram q nem todos gostavam de queijo e q as pessoas iam ficar com fome e não fomos poupados ao comentário da minha avó de que faltava mm era o leitão. Acredita q se fores uma noiva feliz e com os olhos a brilhar ninguém vai sentir falta da carne.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! Mesmo... já decidimos que vai ser vegetariano. Não vamos ceder neste aspecto. :D
      E sei que daqui a uns anos vou sentir-me feliz com esta decisão. Já cedi em algumas coisas que não me fazem muita diferença, mas aqui não há como. :D
      Um beijinho forte. Exemplos como o teu dão-me uma energia boa!

      Eliminar
  8. good photo shoot! so gentle and sunny! I like your smile and walk

    ResponderEliminar