On Planning an Alternative Wedding - Are photography and videography really important?


Muita gente me pergunta quem vai fotografar e filmar o meu casamento e hoje vou contar-vos. Mas o que não sabem, é que desde que fui pedida em casamento, esta questão tornou-se a minha prioridade no que toca a planear a nossa festa. Acima de tudo, e antes de começar a procurar tudo o resto, eu quis fechar datas com as pessoas que acredito que melhor que ninguém seriam quem iria contar a nossa história da forma mais fiel, romântica e inesquecível. Eu não tinha local, nem vestido, nem tínhamos pensado em banda, nem em decoração, mas já sabia quem teriam de ser as pessoas que fariam do nosso dia eterno, para mais tarde revermos e mostrarmos aos nossos filhos. 


O dia de casamento passa. Podem hoje estar (como eu) em stress com uma data de pormenores do dia, e detalhes lalala, mas tudo vai passar. O dia então, vai passar a correr, e muitas vezes me vejo na dúvida de se realmente queremos começar tudo às 17h30, mas não é do nosso género fazer um dia inteiro (somos mais da noite inteira de festa.. hehehe).
As fotografias e o vídeo são realmente aquilo que fica para visualmente recordarmos o nosso dia (porque a sensação, a emoção etc etc, claro, ficam para sempre). E foi por isso que acima de tudo, a primeira parte das nossas energias e do nosso budget foi para a fotografia e vídeo.


O post de hoje vai sempre ter o feeling de que estou a puxar a brasa à minha sardinha, eu sei, mas sou da opinião de que se há orçamento que deveriam sempre ponderar como mais importante ao lado do do local do casamento, esse é o da contratação de um bom fotógrafo e videógrafo para o vosso dia. Não deixem esta procura para o final. Lembrem-se, são estas pessoas que vão fazer as fotografias que um dia vão mostrar aos vossos filhos e netos.
Procurem alguém que tenha o vosso estilo, conheçam-nos pessoalmente, conversem, façam uma e-session para perceberem como eles trabalham e tudo vai correr bem. Sim, fotografia de casamento é cara, vídeo também. Seria estranho se não fosse. Eu duvidaria do resultado final se não fosse. Porque realmente é algo de muita responsabilidade e que dá muito trabalho (e um gozo enorme, deixem que vos diga. Eu adoro o que faço. Mas sim, dá trabalho). 
Os profissionais da fotografia e do vídeo de casamento estão 12 a 14 horas de pé a fotografar e filmar o vosso dia especial. Não estão a disparar fotografias ao acaso ou a filmar só porque sim... Têm a sua arte, a sua estética, estão a contar uma história, são conhecedores do que estão a fazer. Estão focados neste trabalho durante as horas do casamento. São 12 a 14 horas non stop. Estão lá para fazer de vocês as estrelas do dia, tornar o dia eterno. Têm material muito caro, editam meticulosamente durante dias a fio. Um dia como o do casamento não deve ser tratado de forma leve e acreditem quando vos digo que não devem descuidar-se no que toca a encontrarem os vossos fotógrafos e videógrafos.


Por fim. Vídeo, ter ou não ter? Eu penso da seguinte maneira: Ver a cara do Miguel quando eu estiver a entrar... A minha cara quando olhar para ele todo bonito com camisa gira, os seus calções de ganga e Birkenstock (oh tenho a certeza absolutinha que é isto que ele vai vestir)... Nós a trocarmos alianças e a trocarmos também sorrisos. As pessoas à nossa volta felizes. Vê-los em movimento, a limpar aquela lágrima ou a darem-nos aquele abraço apertado. Ouvir o poema que a minha mãe está a fazer e que não me deixa ver agora por nada deste mundo. Dançarmos, juntos, brindarmos e rirmos. O vídeo é essencial pela emoção do movimento. Porque também vos vai arrepiar.
Não me quero alongar mais neste tema porque vem aí a Rita... Mas digo-vos que os meus videógrafos são a Vanessa e o Ivo (aka Something Blue), e que não há nada como ter a querida Marta como minha fotógrafa. Não há mais ninguém com quem me sinta tão bonita como com ela, o Miguel diverte-se muito e consegue descontrair-se com as suas piadas.
Estou tão feliz de saber que teremos uma recordação tão especial. E sim, fechei com eles os trabalhos antes de tudo o resto.
É a importância que para nós tem ficarmos com o nosso dia para sempre (bem) recordado.
Love, Lu*


PS: E já agora, quem são os vossos? Há por aí fotógrafos e videógrafos tão incríveis!
PS 2: As fotos deste post são apenas algumas da nossa e-session com a Marta! Fogo, a minha miúda é mesmo maravilhosa.
PS 3: Se as nossas férias em Nova Iorque tivessem sido feitas apenas em foto, eu não teria este vídeo que adoro para as recordar... e especialmente, o meu pedido de casamento aos 03:42!
PS 4: O meu vestido é do A Showroom, da Kling!

***
Olá leitores do doce! Daqui Rita Wedwings para mais um post!

Tenho ideia que este deve ser um dos maiores desafios neste relato a quarto mãos que partilho com a Lu! Falar do tema Fotografia e Videografia num blogue de uma fotógrafa talentosa, não é tarefa fácil…

Confesso que acho a escolha de um fotógrafo de casamento bastante complexa: primeiro, há mais fotógrafos em Portugal do que casamentos (quase diariamente, alguém me diz que tem um amigo que é fotógrafo e envia-me o respectivo contacto). Segundo, porque é um trabalho que não se repete e uma má decisão pode ser catastrófica! Acima de tudo, percebam que com a contratação do vosso fotógrafo estão a escolher o tipo de registo que querem ter do dia do vosso casamento.

Os amigos fotógrafos – Têm um amigo cujo hobby é fotografia? Esqueçam! Nem vos passe pela cabeça pedir-lhe para ser o fotógrafo do vosso casamento. Primeiro, porque se ele é vosso amigo e consta da vossa lista de convidados, será muito indelicado, mesmo que estejamos a falar de um evento informal, pedirem-lhe para que passe o casamento inteiro a trabalhar em vez de usufruir da festa. Segundo, um excelente fotógrafo de paisagem, mesmo que seja amador, não é necessariamente um bom fotógrafo de casamentos. Sim, há diferenças (muitas, mesmo!) e elas notam-se bastante no resultado final.

Empatia e sintonia – Se o portfolio é importante, a empatia com o fotógrafo não lhe fica atrás. Esta é a pessoa que vai andar o dia inteiro convosco. Se não sentirem empatia com ele, o vosso melhor nunca será o captado através daquela lente!

Antes de tomarem uma decisão final, não dispensem uma reunião presencial com cada um dos fotógrafos a quem pediram propostas de modo a avaliarem se sentem, se se identificam com eles ou não. Conversem sobre as vossas expectativas, a vossa visão do vosso casamento e percecionem se a pessoa que têm à vossa frente será capaz de captar essa essência do vosso casamento.

Se tiverem dúvidas, marquem uma mini-sessão fotográfica, avaliem a vossa relação com o fotógrafo e o resultado do seu trabalho.

Claro está, depois de escolhido, deverão manter regularmente o contacto. É importante que cada detalhe por trás do vosso casamento, da vossa história, quem são os convidados, quem é a vossa família, o que gostam, o que não gostam, deve ser partilhado com as pessoas que vão registar os vários momentos e perpetuar as memórias desse dia!

Reinventem os momentos fotográficos- Pensem em cada situação que normalmente é fotografada e recriem esses momentos à vossa maneira: aquelas fotografias enquanto os noivos se preparam não são para vocês? Criem uma situação ou um ambiente em que se sintam mais descontraídos e que vos façam soltar uma valente gargalhadas! As poses românticas não são o vosso forte? Arranjem adereços e enquadramentos Acreditem, vão adorar fotos desses momentos e, ainda mais, o resultado final!

Fotos de família – Já ninguém espera que passem 3 horas de sorriso dormente a tirar fotografias com cada um dos convidados. Felizmente para todos – noivos, convidados e fotógrafos – essa moda está perfeitamente ultrapassada! Mas tal não significa que devam manter tudo num plano informal e deixado apenas à criatividade do fotógrafo. Definam com querem tirar fotos e em que momentos (não neguem esses pedidos aos pais e avós!), quem é quem no vosso casamento -os pais, os padrinhos, a melhor amiga e até a tia que não suportam e que não querem que apareça nas fotografias -  e definam como devem ser geridos pelo fotógrafo os pedidos fora do vosso plano.

Vídeo do casamento não é um luxo! - Sejam um casal moderno, sem preconceitos! Estamos ou não na era do vídeo? Esqueçam essa ideia que não é preciso, que ninguém vai ver. Ainda bem! O vídeo não é para ser visto repetidamente nos jantares de amigos ou família: é o vosso mimo  pessoal , é aquele que vos vai permitir recordar as emoções do dia do vosso casamento. As que viveram mas nem têm noção disso, a que os outros viveram completamente fora do vosso alcance e dos vossos olhares. Sabem aquela sensação que tantos noivos têm de que o dia passou a correr e que nem tiveram oportunidade de gozar cada minuto? Pois, terem o vídeo do vosso casamento ajuda (e muito!) a ultrapassar essa sensação!

Espero ter ajudado na vossa decisão!
Beijinhos,
Rita


A lot of people ask me who is gonna be my wedding photographer and videographer, and I'll tell you today.
What you really don't know is that ever since I've got engaged, getting my fav photographer and videographer was the biggest priority. Even before getting the venue and the dress, and the bands or the decor. We wanted to close the dates with the people we believed would tell our story in the best, most romantic and unforgettable way. (since we only plan on doing this once). I didn't have the venue or anything else, but I knew who we wanted to make our day amazing to one day show our kids.
The day happens in a second. Everything goes away so fast. Sometimes I even get second thoughts on having it starting only by 5.30pm (oh well, we are more of a night kinda couple, party until morning... hehehe).
What really stays from the day is the pics and the video... (yeah, I know, and the emotions, and the rings, and the feelings, etc etc. But visually, this is it).
So above all, our energies and first part of the budget had to go to photography and video.
I know todays post is a bit sensitive, with me being a wedding photographer and all, but believe me when I say I'm writing as a bride today... and in my opinion, along with the most important things in your budget, photography and video should be on your top 5. And if I can be drastic, which I can since its my blog, on your top 3.
These professionals are the ones who are gonna make remembering possible. Showing your kids and grandkids possible.
Look for someone who is your style, meet them personally, talk, make an e-session and all will be good. Yes, wedding photography and video is expensive. It would be weird if not so. I would doubt the final result if it was cheap. Its a job of such responsibility, you guys. And its so much work.
Photographers and Videographers work (on the day, I'm not even talking about emails, and e-sessions) 12 to 14 hours non stop. They aren't doing it like its nothing. Or filming everything just because. They are artists, doing what they know best, telling your story. Their equipment is VERY expensive, they edit for days and days... all for you to have your album and DVD with one of the most important days of your life as a couple. So yes, its kinda expensive. But if they are good, they are worth every cent.
As for video... having it or not? Let me put it like this... (again, as a bride speaking).
Seeing Miguels face as I enter the room... Seeing my changing expressions as I look at him looking so handsome in his denim shorts and birkenstock (oh I am so sure of this). Changing rings and listening to my mom reading that poem she is writing right now and which she doesn't let me read, seeing our friends happy, celebrating, hugging us. Our first dance, us laughing and crying. Its emotion in movement. We are gonna cry seeing it, get goose pumps.
I don't want to say much more on this subject since Rita is coming next... but so let me tell you that Vanessa and Ivo are our videographers, and that my so talented Marta will be our photographer. I always feel like a princess with her, and Miguel relaxes with her jokes and smiles in happiness.
I am so happy to know we'll have such beautiful memories. And yes, I closed the deal with them ever before I had anything else done.
Its the importance we give into having our day forever captured.
Love, Lu*

PS: Who are yours?
PS 2: These pictures are from our e-session with Marta. She is really damn good.
PS 3: If our NYC vacation had only been made in photos, I wouldn't have this video I love to remember them even better! Specially, my engagement proposal at 03:42!
PS 4: My dress is from A Showroom, and from Kling!

***

Hi there Doce readers! It's Rita here, Lu's wedding planner, for another post!

I believe that this is one of the most challenging posts I've done with Lu! Speaking about photography and videography on a talented photographers blog is not an easy task...

I confess that choosing the photographer for a wedding is a very complex decision: first, there are more photographers in the country than weddings (nearly every day I get someone telling me about this new photographer and sends me their page and contact). Secondly, because being it a work that doesn't happen twice, a bad decision can be catastrophic! Above all, understand that hiring your wedding photographer you are choosing the way your story will be told.

Photographer friends - Do you have a friend whose hobby is photography? Forget about it. Please don't think of asking him. First, if he is your friend and is on the guest list, don't put him to work all day. Second, if he is a really good landscape photographer, it doesn't mean he'll be good in weddings. Yes, there are diferences, and you'll notice them in the end.

Empathy - If the portfolio is important, the empathy with the photographer has the same weight. This person will be with you all day long. If you don't empathise with him, your best will never be captured by their lenses.

Before you make the final decision, have a meeting with the photographers whose offers and style you preferred to see if you like them. Talk about expectations, your visions and try to see if they fit.
If you have doubts, why not making an e-session to see the final work.

When chosen, keep track and keep communicating. Share the important details with them, like your story, who are your guests, who your family is, what you like and dislike.

Re-invent moments - Think of the most common moments and re-invent how they are photographed. The bride and groom session isn't really your thing? Create a situation or an environment that makes it yours and makes you laugh and smile. You don't like posing? Get accessories and other elements. 

Family photos - It's not expected that you pose for 3 hours for family photos anymore. Happily for everyone, that this is so out of fashion. But that doesn't mean you should not do it in a different way. Define with whom you want to take those pics with (don't deny them to your parents and grandparents), let your photographer know who is who and define how those moments should be done and when.

The wedding video is not a luxury! - Be a modern couple, with no prejudices! We are in the video era. Forget the idea that you don't need it and that no one will see it.
This is not a video to be repeatedly seen at dinners with friends and family: it is your sweet moment, the one that will allow you to remember the emotions of your wedding day, the ones you even forgot you lived, the moments your friends passed and you didn't see.
Do you know that feeling where you realize the day went by so fast and you didn't get the chance to enjoy every minute? The wedding video allows you to overcome that feeling (a lot!)

I hope I helped you with the decision! And may you pic a wonderful photographer and videographer!
xoxo,

7 comentários:

  1. Tantas palavras boas. Estamos ansiosos para fazer um filme inesquecível!

    ResponderEliminar
  2. Vídeo sim! Porque como tu dizes, ver as nossas caras, os nossos sorrisos e jeitinhos é maravilhoso :) No nosso lá estás tu e metade da família e amigos a limpar as lágrimas de sorriso na cara. E não há preço para isto <3

    ResponderEliminar
  3. Estou ansiosa para ver as fotos. Vais ser uma noiva linda linda*

    ResponderEliminar
  4. As fotografias estão tão giras e vocês ficam tão giros juntos! :)

    ResponderEliminar
  5. Não sou muito de comentar, mas não podia concordar mais quando dizes "mas sou da opinião de que se há orçamento que deveriam sempre ponderar como mais importante ao lado do do local do casamento, esse é o da contratação de um bom fotógrafo e videógrafo para o vosso dia". É mesmo, mesmo verdade! Foi também a nossa prioridade porque, afinal, o dia vai. Isto é o que fica :) Que corra tudo bem! Eu vou continuar a seguir o teu blog, que estou a adorar. As fotografias estão maravilhosas :) Parabéns!

    ResponderEliminar
  6. Olá Ana Luísa,

    E quando adoras fotografia e percebes q.b., e pensas, como disseste, que o mais importante e onde se deve realmente investir é na fotografia; conheces e acompanhas o trabalho de muitos e, por acaso ponderei a Marta mas, por ser uma fotografia um pouco mais alternativa (numa família mais tradicional) aconselhei aos noivos outro fotógrafo. Eu acompanhava o trabalho das pessoas em questão e continuo a acompanhar mas...o resultado...sabes a palavra "banhada"; nunca a tinha utilizado mas acho que descreve bem o que senti. Posso dizer que são tidos como os melhores em Portugal em fotografia de casamento. Todas as críticas na net chegam a enjoar de elogios. E realmente vejo outros trabalhos deles e não tem nada a ver. E agora não há como voltar atrás e eu sinto-me culpada. Já vi e revi, tentando perceber se sou eu que não atinjo tal. Tive até vontade de mostrar o trabalho a alguém que seja fotógrafo de casamentos, como tu por exemplo, só para sair desta sensação do "será de mim ou está medíocre?". E o problema é que não sou só eu a desiludida, os noivos também.

    ResponderEliminar